Qual a diferença entre dor lombar específica ou inespecífica?

Me dei conta de que falo muito do assunto, mas nunca expliquei de forma clara por aqui a diferença entre dor lombar específica e inespecífica.

Esse é um assunto que gera muita confusão, pois, grande parte dos profissionais confundem o caráter da dor lombar, achando que por ela ser uma dor que ocorre na coluna, seria um problema “específico a coluna”, mas isso não é verdade. Específico ou inespecífico, refere-se a características diagnósticas da mesma.

Dor lombar específica: são dores lombares que advém de fatores pato-anatômicos que estão afetando diretamente a coluna (possuem relação causal). Por exemplo: fraturas, doenças reumáticas, alguns casos de *hérnias de disco ou compressão nervosa. Corresponde a 5% a 10% dos casos.

Dor lombar inespecífica: significa que a dor lombar não possui fator causal pato-anatômico que possa ser apontado. Divide-se ainda em dor lombar mecânica (60%) e dor lombar de origem não-mecânica (30%). Correspondem de 85% a 90% dos casos.

Um adendo sobre a hérnia de disco: nem toda hérnia de disco tem relação específica com a dor, e esse é um fator que gera confusão. Hérnias de disco podem estar presentes tanto nas dores lombares específicas, quanto inespecíficas. A investigação dos sinais e sintomas dos pacientes, para classificá-los em específicos ou inespecíficos, é essencial antes de qualquer teste diagnóstico.

Em breve, irei lançar o novo curso “Controle Motor e Dor Lombar – Critérios Gerais de Prescrição” , onde falarei mais sobre esse e outros assuntos. Cadastre-se aqui para não perder o lançamento.

Aprenda a ter um raciocínio científico na prescrição de exercícios para seus pacientes com dor lombar. Conheça a proposta de formação da dor lombar baseado em evidências. Clique aqui para conhecer os cursos.

REFERÊNCIAS

1 Smart KM, Blake C, Staines A, Doody C.The Discriminative validity of “nociceptive,” “peripheral neuropathic,” and “central sensitization” as mechanisms-based classifications of musculoskeletal pain. Clin J Pain. 2011 Oct;27(8):655-63.

2 OʹSullivan, P. 2005. Diagnosis and classification of chronic low back pain disorders: Maladaptive movement and motor control impairments as underlying mechanism. Manual Therapy, 10, 242‐255.

3 Maher C, Underwood M, Buchbinder R. Non-specific low back pain. The Lancet. Volume 389, Issue 10070, 18–24 February 2017, Pages 736-747

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close