Antidepressivos no tratamento da dor lombar – Parte 1

A medicação antidepressiva tem sido utilizada no tratamento de pacientes com dor lombar há muitas décadas. Para obter efeitos específicos no manejo da dor crônica, são utilizadas diferentes classes de antidepressivos e doses de tratamento, no entanto, o uso de antidepressivos no tratamento da dor lombar é controverso.

Uma revisão sistemática com 10 ensaios clínicos randomizados comparou o uso de antidepressivos com placebo. As análises agrupadas não mostraram diferença no alívio da dor ou da depressão entre diferentes tipos de tratamentos antidepressivos e placebo. As análises qualitativas encontraram evidências contraditórias sobre o efeito dos antidepressivos na intensidade da dor crônica na lombar, e nenhuma evidência clara de que os antidepressivos reduzem a depressão em pacientes com dor lombar crônica.

Assim, concluiu-se que não há evidências claras de que os antidepressivos sejam mais eficazes do que o placebo no manejo de pacientes com dor lombar crônica. O autor deixa claro que esses achados não implicam que os pacientes com depressão grave com dor nas costas não devem ser tratados com antidepressivos; Além disso, há evidências de seu uso em outras formas de dor crônica.

Essa é uma revisão de 2008, e de lá pra cá outras questões importantes emergiram no manejo do paciente com dor lombar crônica. Uma análise científica completamente objetiva nos levaria a pensar em não usar os antidepressivos baseado na revisão sistemática apresentada. Mas posteriormente surgiram novas evidências associando a dor lombar à fatores psicossociais importantes, como a depressão, a ansiedade, o catastrofismo, a cinesiofobia, o sono etc.

Semana que vem, a segunda parte desse texto, explicando mais sobre esses fatores.

Texto escrito em parceria com Moacyr Bueno, Fisioterapeuta e Profissional de Educação Física, Pós Graduando em Avaliação e Tratamento da Dor pela USP.

Conheça mais sobre o trabalho de Moacyr e seu curso de Neurociência da Dor – Teoria, Avaliação e Tratamento, clicando aqui.

Mantenha-se atualizado sobre dor lombar, recebendo as novidades por email! Clique aqui para se cadastrar.

REFERÊNCIA

Urquhart DM, Hoving JL, Assendelft WJJ, Roland M, van Tulder MW. Antidepressants for non-specific low back pain. Cochrane Database of Systematic Reviews 2008, Issue 1. Art. No.: CD001703

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s